Destaque

Items filtered by date: Domingo, 04 Maio 2014

O prefeito Evandro Magal se reuniu com a Secretária Estadual de Meio Ambiente, Jacqueline Vieira, para agendar com encontro de autoridades para discutir o assunto

 

A prefeitura de Caldas Novas busca soluções para conter a proliferação de peixes carnívoros no Lago Corumbá. Na última terça-feira, 29 de abril, o prefeito Evandro Magal (PP), se reuniu com a Secretária de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jacqueline Vieira, para agendar um encontro de autoridades para discutir o caso.

Deverá ser marcada uma reunião em Caldas Novas com representantes de Furnas, responsável pelo Lago Corumbá, com a participação da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o Ibama, biólogos e estudantes de universidades de Goiânia, Caldas Novas e Região.

A Secretária de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Jacqueline Vieira, se colocou à disposição de Caldas Novas para auxiliar na promoção do encontro. A intenção é debater métodos que possam reparar o desequilíbrio ambiental sem afetar o ecossistema do Lago Corumbá.

Segundo o prefeito Evandro Magal, o poder executivo contará com a parceria de Furnas para encontrar uma solução para o desequilíbrio ambiental. “Nós já fomos à sede da estatal no Rio de Janeiro, por duas vezes, para tratarmos do assunto. Uma equipe será designada para fazer um estudo no Lago Corumbá, e apresentar soluções viáveis que poderão ser adotadas”, contou o prefeito de Caldas Novas, Evandro Magal.

O vice-prefeito Marco Aurélio Palmerston (PSDB) afirmou que será elaborado um plano de atuação para que os órgãos governamentais, e entidades envolvidas possam executar. “Nós queremos buscar um meio de conter o avanço dos peixes carnívoros no Lago Corumbá, e discutir essas soluções com técnicos capacitados, com a participação das autoridades da área ambiental”, destaca o vice-prefeito Marco Aurélio Palmerston.

Fonte: Secretaria de Comunicação de Caldas Novas (SECOM)

Published in Cidade

Uma discussão entre um casal de namorados poderá resultar numa debilidade permanente da moça por conta de uma ação pouco comum do homem. Jhonatam de Jesus Oliveira, o Topeira, de 22 anos, arrancou um pedaço da língua de D.R.M, de 26 anos, com uma mordida, durante uma discussão com a vítima. De acordo com o relatório médico, com a perda de um terço da língua, D.R.M. poderá ter dificuldades permanentes nas funções de mastigação, deglutição e fala. O crime aconteceu na madrugada do dia 1º, Dia do Trabalhador.

Diante dos fatos, após a oitiva de testemunhas e das provas técnicas, o Delegado Titular da Delegacia de Polícia Civil de Pontalina, Patrick Fernando Carniel, representou junto ao Judiciário local pedido de representação por Prisão Preventiva, sendo a mesma decretada no dia 2 passado, sexta-feira. De posse da medida cautelar, os Policiais Civis localizaram e prenderam Topeira, que, em razão da pratica do crime de lesão corporal grave, encontra-se recolhido na cadeia pública local à disposição do Judiciário.

Texto: Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Foto: Polícia Civil / Pontalina

Published in Região