Destaque

Estelionatária do Programa Minha Casa Minha Vida e homicida são presos por Policiais Civis de Goianésia.

04 Abr 2014
1368 times

Ana Paula de Faria Silva Arantes, procurou Joelice Pereira dos Santos Alves, dona de um salão de beleza em Goianésia, no último dia 1º, dizendo que um engenheiro de nome Wendel era responsável pela construção das casas do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Disse ainda que o engenheiro poderia ajudá-la a conseguir sua casa própria. Esses foram os primeiros momentos da execução do plano traçado por Ana Maria para dar um golpe na proprietária do salão.

Ana Maria argumentou que seria necessário um adiantamento de R$ 1.080,00. Joelice Pereira, que sonha com a casa própria, pegou o valor emprestado e entregou nas mãos de Ana Paula. O golpe estava consumado. A vítima estranhou o fato de que a estelionatária havia solicitado mais R$ 100,00 e de nunca ter apresentado o engenheiro que a ajudaria na conquista da casa e ainda de não receber qualquer documento relativo ao negócio iniciado. Desconfiada, Joelice foi até a Caixa Econômica Federal e lá foi informada que não existe o Engenheiro Wendel.

Certa de que tinha caído em um golpe, Joelice então procurou a Polícia Civil no dia 1º último, um dia antes do marcado para Ana Paula receber os outros R$ 100,00. Passou o caso para o Delegado Glênio Ricardo Alves da Costa, Titular da Delegacia de Polícia de Goianésia. O Delegado, juntamente com os Policiais Civis Sillas e Elton, prenderam em flagrante, por estelionato, a autora do crime no momento em que a mesma recebeu o valor combinado. Contra Ana Paula pesa o fato de ser conhecida por ter aplicado outros golpes em Goianiésia.

                                                             Prisão de homicida

Sidney Pires da Cruz foi morto no dia 16 de março último ao tentar apaziguar uma discussão entre seu amigo Fernando e Rogério Cunha Bonfim, este conhecido por Rogerinho. A discussão foi motivada por ciúme de Rogerinho por causa de uma suposta paquera de Fernando José da Silva com sua namorada. No meio da discussão, Rogério Cunha sacou uma arma e puxou o gatilho para atirar em Fernando. A arma falhou e tanto Fernando quanto Sidney sairam correndo. Disposto a matar Fernando, Rogerinho efetuou vários disparos, mas um dos tiros acertou Sidney Pires nas costas.

O autor do homicídio e da tentativa de homicídio acabou preso quando foi conduzido à Delegacia de Polícia de Goianésia pela Polícia Militar, no dia 30 passado, por ter sido encontrado em atitude suspeita na cidade. Apresentado ao Delegado Glênio Ricardo Alves da Costa, Titular da Delegacia de Goianésia, Rogerinho, conhecido dos policiais por várias prisões, foi surpreendido com o cumprimento do Mandado de Prisão Preventiva pelo assassinato de Sidney Pires da Cruz e da tentativa contra Fernando.

A medida cautelar havia sido pleiteada por Glênio Pereira, por meio de representação ao judiciário, e prontamente deferida pela justiça. O Delegado Glênio Ricardo fez questão de elogiar os Policiais Civis Eurico, Valdeir, Eliano e Silas pelas investigações para a elucidação do assassinato de Sidney e na tentativa de homicídio em desfavor de Fernando.

Texto Delegado de Polícia Norton Luiz Ferreira – Assessor de Comunicação da Polícia Civil
Fotos: Polícia Civil / Goianésia

Rate this item
(1 Vote)