Destaque

Denarc apreende 700 kg de maconha.

03 Abr 2014
1382 times

Em duas ações da Polícia Civil, 700 quilos de maconha foram apreendidos no início da semana em Goiânia e Guapó. A Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc) prendeu seis pessoas, duas delas no domingo (30) e quatro na segunda-feira (31). O delegado adjunto Eduardo José do Prado suspeita que a droga tenha sido trazida do Paraguai.As apreensões do entorpecente foram feitas no Residencial São Marcos, na capital, e Posselândia, distrito do município da Região Metropolitana. Avaliado pela Denarc em mais de R$ 700 mil, o entorpecente seria distribuído em Goiânia e cidades próximas.

Às 5 horas de domingo, a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) receberam a informação de que cinco veículos trafegavam “de forma estranha” em município do interior. Dois deles foram localizados pelos policiais na BR-060 em Posselândia, distrito de Guapó.De acordo com o delegado Eduardo Prado, em um dos automóveis, uma Fiat Strada prata, foram apreendidos 200 quilos de maconha. Ao ser abordado, o motorista da pick-up conseguiu correr para uma mata próxima ao local e fugir. A outra pessoa que estava na Strada, Pedro Henrique Correa, de 20 anos, foi detido.

 

No VW Voyage prata estava Marcilon Alves Bessa, de 39 anos, que seria o responsável por escoltar o grupo. Ele foi detido. Segundo o delegado, ele fazia a função de batedor e usava “moderno sistema de comunicação” de rádio.O delegado adjunto da Denarc explicou que o equipamento era ligado por um celular conectado a um cabo no acendedor de esqueiro do painel do carro. “Quando o celular é desconectado do rádio, o sistema desliga. Todo o sistema é comandado pelo celular.” 

No domingo, dia 30, a Denarc recebeu informações de que um foragido da Justiça do Mato Grosso, conhecido como “Gordinho”, usava um GM Corsa de cor preta para trazer droga de Campo Grande (MS) para Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o carro do suspeito era acompanhado por um Fiat Palio branco.Os veículos foram seguidos pelos policiais até uma residência na Rua SM-2, no Residencial São Marcos, na capital. Já na segunda-feira, a equipe da Denarc entrou na casa e prendeu Elisson Cruz da Silva, o “Gordinho”, de 26 anos, Dennys Antônio Dias Alves, 31, Jonas Ferreira da Silva, 24, e Jecicleidio de Sousa Dias, conhecido como “Beiçola” e “Caçula”, 33. 

O delegado informou que na casa foram apreendidos 500 quilos de maconha que estavam em um veículo que havia sido roubado no dia 7 de março. Elisson, o “Gordinho”, é suspeito de ser o “patrão”, ou seja, o dono da droga.                                                                             Foragido 

A Polícia Civil disse que Jecicleidio era foragido do regime semiaberto goiano por roubo cometido em Goiás, além de ser condenado por latrocínio no Maranhão, quando trocou tiros com um policial, que foi assassinado por “Beiçola”. A droga, os veículos e os seis suspeitos foram levados para a Denarc, no setor Cidade Jardim, em Goiânia.

 

 Fonte:O Hoje/ Polícia Civil Goiás

Texto: Augusto Diniz e Kamylla Rodrigues

Fotos: Kamila Rodrigues/Galeria  Polícia Civil Goiás

 

Rate this item
(0 votes)