Destaque

Roubo a residências: Quadrilha presa pela DERFRVA com veículos e objetos roubados em casa.

03 Abr 2014
1660 times

Três pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil na tarde de terça-feira (1º) em uma residência no bairro Jardim Novo Mundo, em Goiânia. No local, foram encontrados um veículo e uma motocicleta roubados, além de vários objetos, como joias, óculos, folhas de cheques, roupas, televisões, sons, celulares, câmeras fotográficas, relógios e computadores.

Os policiais chegaram até o local após informações de vizinhos, que achavam a movimentação suspeita na residência. “Eles acionaram a polícia, informando que todos ficavam na casa durante todo o dia e não saíam para trabalhar e que vários carros entravam e saíam do local”, relata o delegado adjunto da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DRFRVA), Carlos Eduardo Gallieta.

Os policiais civis constataram, ao subir no muro da residência, que havia um veículo com registro de roubo. O VW Voyage foi roubado em Goiânia no dia 11 de fevereiro. Com isso, os policiais entraram no imóvel e efetuaram a prisão em flagrante de Lunielle Nattane Pereira Rosa, Daniel Fernando Ledeia e da mulher dele, Marly Fernandes Rodrigues. O adolescentes J.V.A.D, 17 anos, também estava no local, mas pulou o muro e fugiu pelos fundos.

                                                                            Fotos

Em um dos aparelhos celulares, existem fotos do adolescente portando uma pistola calibre 635. Além dos pertences roubados, a polícia também encontrou uma espingarda de pressão calibre 5.5. A motocicleta que estava no local também era roubada, mas foi clonada e adulterada pelo grupo, diz a polícia. As mulheres não tinham passagem pela polícia, mas Daniel já havia sido indiciado por receptação.

De acordo com o delegado, ele usava e falsificava os documentos de identidade das vítimas, colocando a própria foto. Gallieta acredita que o grupo já atuava há bastante tempo. As ações criminosas aconteciam em bairros nobres da capital, como Marista, Sul e também o Bueno.

                                                                          Troca por drogas

“Eles faziam assaltos a residências e utilizavam os carros das vítimas para levar os objetos roubados. Tudo era levado para essa residência no Jardim Novo Mundo e vendido para receptadores. Os veículos eram vendidos e trocados por drogas”, explica o delegado.

Segundo ele, Daniel e o adolescente eram os responsáveis pelos assaltos e as mulheres ficavam encarregadas de manter os objetos, administrá-los e vendê-los. Daniel, Marly e Lunielle negaram participação nos crimes e alegaram não saber que os objetos eram roubados. Até o momento, já ficou comprovado que o grupo fez quatro vítimas, mas o delegado acredita que mais pessoas devem se manifestar para reconhecer os objetos encontrados.

Os detidos devem ser indiciados por associação criminosa, receptação, corrupção de menores e falsificação de documento público. Chamou atenção dos policiais que Lunielle possui uma tatuagem em uma das pernas. O desenho de um palhaço armado significa no mundo do crime, segundo eles, um sinal para assassinar policiais.

Fonte: Policia Civil Goiás/ O hoje
Texto: Myla Alves
Foto: André Costa

Rate this item
(0 votes)